Cultura e culinária marroquinas são apresentadas a alunos do Gama

Visita é o 34º encontro do Embaixadas de Portas Abertas, programa que permite o intercâmbio entre estudantes da rede pública e representações diplomáticas

Com a tradicional cerimônia do chá, estudantes do Centro de Ensino Fundamental 4 do Gama foram recepcionados na Embaixada do Marrocos em Brasília. A visita ocorreu pelo programa Embaixadas de Portas Abertas e foi a 34ª ida de alunos de escolas públicas a representações de outros países na capital federal.

A partir de quatro painéis, o embaixador do Marrocos, Nabil Adghoghi, falou aos jovens sobre o trabalho da sede diplomática e sobre as roupas típicas do país, os monumentos, as grandes cidades, o turismo e a gastronomia. De acordo com ele, o país recebe 12 milhões de turistas por ano e, para 2018, são esperados cerca de 60 mil brasileiros.Com um passaporte simbólico em mãos, entregue pela embaixatriz, Siham Belamine, os estudantes tiveram na bebida quente e em doces marroquinos o início da imersão na cultura do país norte-africano.

Adghoghi destacou ainda que a embaixada em Brasília foi inaugurada há 26 anos. “Artesãos vieram especialmente do Marrocos para fazer obras de gesso, azulejo e tapeçaria”, contou. Os itens, enriquecidos em detalhes no teto, na parede e no piso, chamaram a atenção dos visitantes.

O embaixador também tirou dúvidas dos alunos, que questionaram, por exemplo, sobre a moeda local — o dirham — e o sistema de governo — monarquia parlamentar.

No fim, todos puderam provar pratos típicos, como o cuscuz marroquino, que, feito de sêmola de trigo, com verduras, carne e uva-passa, mistura sabores doces e salgados.

Presente na visita, a colaboradora do governo Márcia Rollemberg falou da importância do encontro para o aprendizado dos jovens e lembrou que os alunos terão a oportunidade de receber na escola os integrantes da embaixada e retribuir a hospitalidade. A chefe da Assessoria Internacional, Renata Zuquim, e a atriz Maria Paula Fidalgo também participaram do encontro.

O programa Embaixadas de Portas Abertas

O Embaixadas de Portas Abertas começou, como piloto, em 2015 e foi instituído oficialmente em 9 de agosto de 2017. O programa tem como objetivo aproximar os estudantes da rede pública da carreira diplomática e apresentar a eles os costumes de outras partes do mundo.

 

As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

A iniciativa, idealizada por Márcia Rollemberg, é uma parceria entre a Assessoria Internacional, a Secretaria de Educação e a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas.

As representações diplomáticas interessadas em participar do programa podem enviar e-mail para assessoria.internacional@buriti.df.gov.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here