Pesquisadores da UnB desenvolvem camisinha com látex hipoalergênico

Feita de látex, encontrado no líquido das seringueiras, a camisinha é um dos mais populares métodos contraceptivos e de proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. O problema é que qualquer pessoa pode desenvolver alergia às proteínas contidas no material, mesmo que seja látex natural.

 

Pra resolver a questão, pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) desenvolveram a camisinha com látex hipoalergênico. E o melhor: continua sendo o natural. Para isso, deixaram as proteínas inativas em vez de retirarem, já que a retirada poderia prejudicar a resistência da borracha. É o que explica um dos realizadores desse feito, Floriano Pastore, do Instituto de Química da UnB.

 

Apesar da descoberta e do sucesso nos laboratórios, o látex hipoalergênico precisa passar por novos testes, como diz o pesquisador, que prevê o uso do material em outros produtos.

 

O tanino, que deixa as proteínas inativas, é encontrado em sementes, cascas e caules de frutos verdes. Devido ao uso, os materiais feitos com ele podem ter coloração bege.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here