Professor Silvano propõe Lei de primeiros socorros nas escolas

O Projeto de Lei nº 100/2018, de autoria do Vereador Professor Silvano (foto), propõe a realização de cursos de primeiros socorros para os funcionários que possuem contato direto com os alunos da Educação Infantil e Fundamental nas escolas da rede pública e particular do Município de Valparaíso de Goiás

De acordo com a proposta que tramita na Câmara Municipal, os Centros e as Escolas Municipais de Educação Infantil e Fundamental da rede pública e particular de ensino e as creches no município de Valparaíso de Goiás, deverão oferecer cursos de primeiros socorros aos funcionários que possuírem contato direto com os alunos do ensino infantil e fundamental do Município de Valparaíso de Goiás. Estes cursos deverão ter validade de dois anos e serão ministrados por entidades e instituições especializadas sediadas no município, ou por Bombeiros/Policiais Militares, pertencentes à corporação Militar do Estado de Goiás e as unidades de ensino da rede pública e particular deverão possuir kits de primeiros socorros em suas dependências, a disposição destes funcionários.
Em sua justificativa, Silvano, afirma que o Projeto de Lei tem como objetivo contribuir com a segurança, zelando pela integridade física dos estudantes das redes de ensino público e particular do Município de Valparaíso de Goiás, sendo, para isso, de fundamental importância que funcionários e professores das creches e escolas, tenham noções básicas de primeiros socorros e técnicas de emergência, que devem ser aplicadas a vítimas de mal súbito, acidentes, ou que estão em perigo de vida. O objetivo desses procedimentos é manter os sinais vitais e tentar evitar a piora do quadro no qual a pessoa se encontra. Esses procedimentos podem ser feitos por uma única pessoa ou pode ser uma ação coletiva, dentro é claro, de suas devidas limitações de ajuda ao próximo, até que o socorro profissional esteja no local para prestar o serviço adequado. Diversos são os incidentes que podem ocorrer em âmbito escolar, desta maneira o emprego de técnicas emergenciais, por profissionais de educação qualificados, tem por objetivo a melhor proteção dos alunos, afirma o Vereador autor da proposta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here