São Paulo vence Cerrado por um ponto na Liga Ouro

Depois de ter vencido o Renata/Rio Claro na estreia, o Cerrado Basquete (DF) entrou em quadra nesta terça-feira (19) para receber o São Paulo, no ginásio da IESPLAN, em Brasília. A equipe local lutou até o fim, mas acabou derrotada pelo tricolor paulista por 72 a 71.

Para o confronto, o técnico Ronaldo Pacheco optou por entrar em quadra com a mesma escalação utilizada no primeiro jogo da temporada. Entretanto, os 10 primeiros minutos de jogo foram favoráveis ao time visitante, que controlou as principais ações da etapa inicial.

Com atuação destacada de João Vitor, autor de 24 pontos na partida, o time paulista largou na frente, e conseguiu abrir uma vantagem de 6 pontos com bom aproveitamento no ataque, manteve superioridade durante mais da metade do quarto. Isso ocorreu até o momento em que a equipe da capital federal reagiu com uma sequência de 7 pontos e virou o jogo. A reação foi liderada pelo jogador Johnny, destaque do time no primeiro quarto, que fez mais das metades dos pontos da equipe.

Confira abaixo entrevista com o jogador João Vitor, do São Paulo

O equilíbrio parcial na disputa ocorreu graças ao time da capital apostar nos arremessos de três pontos. Mas a estratégia rendeu ao Cerrado apenas três acertos, com um aproveitamento de 30%, e todos eles foram convertidos pelo ala Jhonny. Já o tricolor paulista se aproveitou dos erros adversários e chegou a ficar sete pontos à frente no marcador, o que colaborou para vitória parcial por 20 a 17.

São Paulo cresce

O segundo quarto foi ainda melhor para o time visitante. O pivô João Vitor precisou de 5:18 em quadra para anotar sete pontos. Além disso, o armador Lucas Brito foi responsável por converter outros cinco dos 22 feitos pelo clube no período. Na equipe brasiliense, o armador Luis foi o destaque ao somar seis dos 43 pontos arremessados. O time do Cerrado não conseguia se encaixar no segundo quarto e consequentemente não conseguiu diminuir a vantagem.

O São Paulo continuou no domínio e o time do Cerrado não se entendia, nem a torcida… que com opiniões opostas, sobre a escalação, entraram em conflito e chegaram a trocar  agressões verbais entre si. Com esse clima, o segundo quarto terminou com 42 a 32 para o visitante.

A reação candanga começou após a volta do intervalo. O elenco cerradense conseguiu reverter a desvantagem de 10 pontos e empatar a disputa em 55 a 55. A retomada foi possível, pois o armador Luis foi o destaque do período, com sete pontos. Além dele, o ala/pivô Leandro concluiu dois arremessos de três em cesta.

Emoção até o fim

O jogo, que estava totalmente em aberto, só foi decidido nos instantes finais. O São Paulo teve um ótimo começo no último tempo. Porém, o Cerrado lutou até o fim e conseguiu manter a diferença em um ponto.  No terceiro quarto, totalmente dominado pelos donos da casa, o Cerrado diminuiu a diferença para 2 pontos, com uma cesta de 3 que levou a torcida à loucura. No embalo, o time do Cerrado continuou dominando e conseguiu a virada, porém o jogo se equilibrou novamente e os times foram com o placar empatado para a parte final do jogo. (55 x 55).

E o último quarto começou com os nervos à flor da pele para as torcidas: o Cerrado vindo de um ótimo terceiro quarto e o São Paulo tentando recuperar o bom jogo que teve antes do intervalo, apesar de o psicológico estar a favor da equipe da casa, após uma ótima recuperação, a equipe visitante que veio bem para a parte final, começando o quarto logo com 3 cestas de 3 pontos e abrindo uma grande vantagem sobre o time casa, que ao contrário dos oponentes fizeram apenas uma cesta de 2. O placar mostrava que faltava apenas sete segundos e que o visitante tinha quatro pontos de vantagem. Então, o armador Vieira acertou uma cesta de três, conseguiu aplicar um toco na jogada seguinte, além de um rebote defensivo. Entretanto, faltavam três segundos, e o time de Brasília não acertou a último arremesso. O tempo foi o principal rival do time da casa e o jogo se via por terminar em 71 x 72 para o time paulista, mas mesmo com a derrota a torcida aplaudiu e reconheceu o esforço dos jogadores.

Com o resultado, a equipe candanga cai para o quarto lugar da Liga Ouro. Já o tricolor paulista segue em primeiro, com 100% de aproveitamento. O próximo confronto do time brasiliense será no dia 23/02, quando visitará o Basquete Blumenau, às 17h, no Ginásio do Galegão. O compromisso seguinte do São Paulo será diante do Campo Mourão, no dia 26/02, às 17h, no Ginásio Pol. Dr. Antônio L. Nunes Galvão.

Por João Paulo de Brito, Mateus Gouvêa e Victor V. Andrade

Fotos: Henrique Kotnick

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here