Prefeitura de Águas Lindas realiza 5ª caminhada contra a exploração de crianças e adolescentes com o tema “Esquecer é permitir, lembrar é combater”

Na última sexta-feira 18 de maio, a Prefeitura de Águas Lindas por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Mulher e Trabalho e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas realizou a 5ª Caminhada contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

O evento contou com a presença da secretária de Assistência Social, Maria Fábia, da primeira-dama Aleandra Sousa e do vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita, do secretário de Educação Deusimar Macedo e seu subsecretário Severino Nunes, servidores que integram a rede municipal protetiva como unidades do CRAS, Conselho Tutelar, Conselho Municipal do Direito da Criança e Adolescentes CMDCA e alunos da Escola Ciranda Cirandinha e a fanfarra o Colégio Filos.

A secretária Maria Fábia destacou que a caminhada tem como principal objetivo despertar a sociedade de Águas Lindas para proteger nossas crianças e adolescentes deste mal que atinge muitas famílias. “Essa data é para lembrar a sociedade águas lindense que é preciso combater ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. A escolha da data se deu em memória à Araceli, uma menina de 8 anos, sequestrada no dia 18 de maio de 1973 no estado do Espírito Santo. Ela foi drogada, agredida fisicamente, violentada sexualmente e morta, essa história terminou como mais um caso de impunidade. De la pra cá, ainda há ocorrência de que este tipo de abuso ainda acontece e precisamos estar todos em alerta para proteger nossas crianças”, disse Fábia.

A primeira-dama do município de Águas Lindas principal fomentadora da campanha no município participou da caminhada e destacou, “contudo, a mensagem que o dia 18 de Maio expressa hoje desde que foi instituído como um dia de combate, não deve cair no esquecimento nos demais dias do ano. O combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes deve ocorrer continuamente. Como membros da sociedade, é nosso dever quebrarmos o silêncio, tendo em mente que da mesma forma que os crimes ocorrem diariamente, nossas ações de combate devem ser diárias, o mal não pode prevalecer sobre o bem”, enfatizou Aleandra.

A coordenadora do CREAS de Águas Lindas, Alessandra Sousa, enfatizou a necessidade de quebrar o silêncio e por isto mobilizar ações com o intuito de lembrar à sociedade que essa luta ainda não acabou, e que não podemos nos silenciar. “É muito importante que pais e responsáveis que passarem por este tipo de violação denunciem através do Disk 100 ou pelo número do CREAS  que é 3618- 5587, estaremos prontos para dar o suporte necessário para que estas vítimas tenham todo o acompanhamento necessário, no entanto é preciso redobrar nossas atenções para que isto não ocorra. Qualquer mudança no cotidiano de uma criança serve como um alerta e o diálogo é o melhor caminho para esclarecer fatos, além das denuncias para que isto não ocorra novamente”, disse Alessandra.

A concentração da caminhada foi no Centro Municipal de Educação Inclusiva (CEMEI) localizado na Avenida JK no Jardim Brasília, de onde seguiu para a Praça da Bíblia onde uma estrutura foi montada tendo apresentações das crianças do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura

Fotos: ASCOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here